Present Perfect | Tudo sobre o PRESENTE PERFEITO do Inglês! | Prof. Newton Rocha – Inglês Por Skype

Present Perfect | Tudo sobre o PRESENTE PERFEITO do Inglês! | Prof. Newton Rocha – Inglês Por Skype

Hello, everyone!
Conhecer a GRAMÁTICA DO INGLÊS, é muito importante!
Hoje vamos conhecer mais sobre o PRESENT PERFECT, o PRESENTE PERFEITO!
Um grande abraço do Prof. Newton Rocha!
Entre em contato e faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA! 
Para aulas de Inglês Individuais por Skype e fazer UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA, basta entrar em contato no prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp  (31) 9143-7388. PREÇOS ACESSÍVEIS!
Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:
https://melhoreseuingles.wordpress.com/
Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK
Nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:
https://goo.gl/KYns5i

fotos-de-hamsters-sirios

PRESENT PERFECT TENSE  | O PRESENTE PERFEITO

What is the present perfect tense?

The present perfect tense (sometimes referred to as the present perfect simple tense) is formed by using the present tense of the auxiliary verb have (or has, if used with third-person singular pronouns) along with the past participle of the “main” verb. Despite its name, the present perfect is used to give general information about something that happened in the past (anytime “before now”), but which did not occur at a definitive point in time.
For example:
  • “I have seen that movie already.”
  • “She has been to Prague.”
  • “They’ve decided where they want to go for their honeymoon.”
  • “John’s lied to us too many times.”

Present Perfect vs. Past Simple

The present perfect tells us about something that occurred at some indefinite period in the past. However, if something happened at a specific point in time in the past (“last night,” “two years ago,” “yesterday,” etc.), then we must use the past simple tense.
For example:
      When we say “I have seen Titanic,” we are giving general information about something that happened anytime “before now.” The focus is on the fact that “I saw Titanic” and not on when I saw it. If the focus moves to when, then we cannot use the present perfect anymore because the attention shifts to that particular point in time.
      The same applies to the second example from above:

        True in the past and still true now

        In English, we use the present perfect simple with the prepositions for and since when we speak about something that started in the past and is still true now. For is used to specify the duration of time leading up to the present; since clarifies the point in time at which something began. Let’s look at some examples:
        • “I can’t believe Jenny has lived in Dubai for 10 years!”
        • “He’s had that car since he was in high school.”
        • “We’ve known each other (for) our whole lives, but we’ve only been friends since 2006.”
        Even though a point in time is being specified in these cases, we still use the present perfect because the information in the sentence is still true now. The “for” and “since” join the past situation to a present one. If we were to use the past simple tense for any of the above, “for” would change to mean the duration of the event before it finished, and we would be unable to use “since” at all:
        • “I can’t believe Jenny lived in Dubai for 10 years!” (Jenny no longer lives in Dubai.)
        • “He had that car in high school.” (He owned it then, but does not now.)
        • “We knew each other for our whole lives, but we only became friends in 2006.” (The two people are no longer acquainted; perhaps the other person is no longer living.)

        Present Perfect vs. Present Perfect Continuous Tense

        There is another, very similar tense that is used to talk about something that has been happening in the past and which is still happening now. It is called the present perfect continuous (or progressivetense, and it is used to emphasize the action of the sentence (as opposed to the result).
        It is formed by using have/has along with been (the past participle of be) and the present participle of the main verb. For example:
        • “I have been writing many letters.” (This emphasizes the action of writing, in which the speaker is still engaged.)
        This is slightly different from “I have written many letters” (present perfect), which emphasizes the result of many letters having been completed.
        In some cases, either the present perfect or present perfect continuous can be used with almost no difference to the meaning of the sentence:
        • “I can’t believe Jenny has lived in Dubai for 10 years!” (present perfect)
        • “I can’t believe Jenny has been living in Dubai for 10 years!” (present perfect continuous)
        However, though quite similar to present perfect simple, the usages of present perfect continuous can be a bit different. See the chapter section Present Perfect Continuous Tense to learn more.

        Before now or not long ago

        Let’s compare “I lost my keys” with “I’ve lost my keys.”
        Taken on its own, the first sentence is less correct because we are expecting the speaker to say when he or she lost the keys; for example, “I lost my keys yesterday.”
        “I lost my keys” can be correct on its own, but only if it answers a question.
        For example:
        • A: “Why are you late?”
        • B: “(Because) I lost my keys.”
        Otherwise, if there is no question or no specification of time, we say: “I’ve lost my keys.” This carries the meaning that the keys were lost just before now or not long ago.
        Let’s take a look at another example:
        • A: “Would you like a coffee?”
        • B: “No, thanks, I’ve had one.”
        This refers to not long ago. We don’t say when because the time is not important—we understand that the person had the coffee a short while ago. Again, if the time is being specified, then you have to put the sentence in past simple tense (i.e., “No, thanks, I had one an hour ago”).
        Here are some more examples:
        • “I’m not hungry, I’ve had lunch.”
        • He’s taken the dog to the park.”
        • “She has left the kids with her sister.”
        Remember, when the time becomes more important than the fact or the event, we need to use the past simple tense:
        • Present perfect: “I’ve had lunch.” (Meaning just now or not long ago.)
        • Past simple: “I had lunch at 12 o’clock.” (Referring to exactly when the speaker had lunch.)

        Negative sentences

        You can also make the present perfect negative by simply adding not (or, in certain uses, never) between have/has and the main verb:
        • “I have never seen Titanic.”
        • “I’m so hungry; I haven’t had lunch yet!”
        • “He has not been home since he finished high school.”
        • “I regret that we’ve never traveled to Paris.”

        Interrogative sentences

        If an interrogative (question) sentence is in the present perfect tense, the subject and the auxiliary verb have are inverted. For example:
        • Have you seen this movie?”
        • Has she heard any news?”
        • Have they started the movie yet?”

        Negative interrogative sentences

        Negative interrogative sentences also ask a question, but they imply that the speaker expected the answer to be (or believes the answer should be) “yes.” Negative interrogative sentences in the present perfect have the same form, simply with the negative word (usually not, but also never) placed after the subject.
        • Have you never seen this movie?”
        • Has she not heard any news?”
        Not can also come after have/has, but it is almost always contracted:
        • Haven’t they started the movie yet?”
        • Hasn’t his license expired?”
        However, never cannot be used in this way.

        With a question word

        Interrogative sentences using question words (who, what, where, when, why, which, and how) maintain the same structure. Have/has can also be contracted with the question word:
        • When have you been to Italy?”
        • Where has she gone?”
        • What’ve they done?”
        They can also be negative, but then they are straightforward questions of who, what, where, when, why, which, or how something is not the case:
        • Which book have you not read?”
        • Why haven’t you eaten your dinner yet?”

        have got and has got

        There is one tricky phrase that defies the normal form: have/has got. We would expect it to be in the present perfect, because it is in the form have/has plus the past participle of get. However, even though it is in the present perfect tense in form, in meaninghave got is actually in the present tense. It is used to indicate possession, in nearly the same manner as the verb have (especially in more informal speech or writing); got simply adds a certain level of emphasis to the possession.
        For example, the following pairs of sentences mean almost exactly the same thing.
        • “I have got three classes on Monday.”
        • “I have three classes on Monday.”
        • “I hear she’s got lots of money.”
        • “I hear she has lots of money.”
        • “You’ve got a lot of nerve coming here.”
        • “You have a lot of nerve coming here.”
        However, we can never use have got interchangeably with have when it is used to describe an action. For example:
          To create the past perfect meaning of get, we use its other past participle—gotten. We use this form to describe a process, such as receipt or acquisition, or some other action. For example:
          • “I have gotten word that my father is ill.”
          • He’s gotten a lot of positive feedback about his play.”
          • “Those dang kids have gotten a Frisbee stuck in our tree again.”
          Note, however, that have/has gotten is not used to describe possession:
          • “I hear she has gotten lots of money.” (Implies acquisition or receipt of lots of money, rather than outright possession.)
          Gotten is almost exclusively used in American English. It very rarely used in British English, where have got is sometimes used as the past perfect (informally). One such example is:
          • “You’ve got taller.” (British English)
          • “You’ve gotten taller.” (American English)
          Regardless, have/has got and have/has gotten, though correct, are often seen as being less formal or professional sounding, so depending on what you’re writing, you may be better off rewording the sentence to avoid the phrases altogether.

          TRADUÇÃO

          O PRESENTE PERFEITO

          Qual é o tempo presente perfeito?

          tempo presente perfeito (por vezes referido como o presente perfeito simples tensa ) é formado usando o tempo presente do verbo auxiliar tem (ou tem , se usado com terceira pessoa pronomes no singular), juntamente com o particípio passado do “main” verbo. Apesar do nome, o presente perfeito é usado para dar informações gerais sobre algo que aconteceu no passado (a qualquer momento “antes de agora”), mas o que não ocorreu em um ponto definitivo no tempo.
          Por exemplo:
          • “Eu já vi esse filme já.”
          • “Ela tem sido a Praga.”
          • “Eles ‘ve decidiu onde eles querem ir para sua lua de mel.”
          • “John ‘s mentiu para nós muitas vezes.”

          Present Perfect vs. Passado Simples

          O presente perfeito nos diz sobre algo que ocorreu em algum período indeterminado no passado. No entanto, se alguma coisa aconteceu em um ponto específico no tempo no passado ( “noite passada”, “há dois anos”, “ontem”, etc.), então devemos usar o passado simples tensa .
          Por exemplo:
          Quando dizemos “eu vi Titanic ,” estamos a dar informações gerais sobre algo que aconteceu a qualquer hora “antes de agora”. O foco está no fato de que “eu vi Titanic ” e não sobre quando eu vi. Se o foco se move para quando , então não podemos usar o presente perfeito mais porque a atenção se desloca a esse ponto específico no tempo.
          O mesmo se aplica para o segundo exemplo de cima:

          Verdade no passado e ainda verdade agora

          Em Inglês, usamos o presente simples perfeito com as preposições para e desde quando falamos de algo que começou no passado e ainda é verdade hoje. Para é usado para especificar a duração do tempo que leva até o presente; uma vez que esclarece o momento em que algo começou. Vejamos alguns exemplos:
          • “Eu não posso acreditar que Jenny viveu em Dubai por 10 anos !”
          • “Ele ‘s tinha esse carro desde que ele estava na escola .”
          • “Nós ‘ve conhecido uns aos outros (por) toda a nossa vida , mas nós ‘ ve sido apenas amigos desde 2006 “.
          Mesmo que um ponto no tempo está sendo especificado nestes casos, nós ainda usamos o presente perfeito, porque as informações contidas na sentença é ainda verdade agora . A “para” e “uma vez que” juntar-se à situação do passado a um presente. Se tivéssemos que usar o passado simples tensa para qualquer um dos acima, “para” mudaria a significar a duração do evento antes que ele terminou , e nós não seria capaz de usar “, já que” em tudo:
          • “Eu não posso acreditar que Jenny viveu em Dubai por 10 anos!” (Jenny já não vive em Dubai.)
          • “Ele tinha aquele carro na escola.” (Ele possuía na época, mas não agora.)
          • “Nós sabíamos uns aos outros por toda a nossa vida, mas só se tornaram amigos em 2006.” (As duas pessoas não estão mais familiarizados;. Talvez a outra pessoa não está vivendo)

          Presente versus Perfeito Present Perfect Continuous Tense

          Há uma outra, muito semelhante tenso que é usado para falar sobre algo que tem acontecido no passado e que ainda está acontecendo agora. Chama-se a presente contínua perfeita (ou progressiva ) tensa , e que é utilizado para enfatizar a acção da pena (em oposição ao resultado ).
          Ele é formado usando têm / tem , juntamente com sido (o particípio passado do be ) eo particípio presente do verbo principal. Por exemplo:
          • “Eu tenho escrito muitas cartas.” (Isto enfatiza a ação de escrever, no qual o falante ainda está envolvida.)
          Isso é um pouco diferente de “eu ter escrito muitas cartas” (presente perfeito), que enfatiza o resultado de muitas cartas tendo sido concluída.
          Em alguns casos, seja o presente perfeito ou presente perfeito contínuo pode ser usado com praticamente nenhuma diferença para o significado da frase:
          • “Eu não posso acreditar que Jenny viveu em Dubai por 10 anos!” ( Present perfect )
          • “Eu não posso acreditar que Jenny tem vivido em Dubai por 10 anos !” ( Present perfect contínua )
          No entanto, embora bastante semelhante ao apresentar simples perfeito, os usos do presente perfeito contínuo pode ser um pouco diferente. Veja a seção do capítulo Present Perfect Tense contínua para saber mais.

          Antes de agora ou não muito tempo atrás

          Vamos comparar “Eu perdi minhas chaves” com “Eu perdi minhas chaves.”
          Tomado por conta própria, a primeira frase é menos correto porque nós estamos esperando o alto-falante para dizer quando ele ou ela perdeu as chaves; por exemplo, “Eu perdi minhas chaves ontem .”
          “Eu perdi minhas chaves” pode estar correto em seu próprio, mas somente se ele responde a uma pergunta.
          Por exemplo:
          • A: “Por que você está atrasado?”
          • B: “(Porque) eu perdi minhas chaves.”
          Caso contrário, se não houver nenhuma pergunta ou nenhuma especificação de tempo, dizemos: “Eu perdemos as chaves.” Isso carrega o significado que as chaves foram perdidas pouco antes agora ou não muito tempo atrás.
          Vamos dar uma olhada em outro exemplo:
          • A: “Você gostaria de um café?”
          • B: “Não, obrigado, eu tive um.”
          Isto refere-se não muito tempo atrás. Nós não dizemos quando , porque o tempo não é importante, entendemos que a pessoa tinha o café há pouco tempo. Novamente, se o tempo está sendo especificado, então você tem que colocar a frase em passado simples tensa (ie, “Não, obrigado, eu tinha uma hora atrás”).
          Aqui estão mais alguns exemplos:
          • “Eu não estou com fome, eu tive o almoço.”
          • ” Ele levou o cão para o parque.”
          • “Ela deixou as crianças com sua irmã.”
          Lembre-se, quando o tempo se torna mais importante do que o fato ou o evento, precisamos usar o passado simples tensa:
          • Presente perfeito : “Eu ‘ve teve almoço.” (Que significa apenas agora ou não muito tempo atrás.)
          • Passado simples : “Eu tinha o almoço às 12 horas.” (Referindo-se exatamente quando o alto-falante tinha almoço.)

          Sentenças negativas

          Você também pode fazer o presente negativa perfeita simplesmente adicionando não (ou, em certos usos, nunca mais ) entre têm / tem e o verbo principal:
          • “Eu já não viu Titanic “.
          • “Estou com tanta fome; Eu não tinha o almoço ainda! “
          • “Ele tem não sido casa desde que ele terminou o ensino médio.”
          • “Lamento que ‘ve nunca mais viajou para Paris.”

          Frases interrogativas

          Se uma (questão) frase interrogativa está no tempo presente perfeito, o sujeito eo verbo auxiliar ter são invertidos. Por exemplo:
          • ”  que você viu este filme?”
          • ” Tem que ela ouviu alguma notícia?”
          • ” Tem que começou o filme ainda?”

          frases interrogativas negativos

          Frases interrogativas negativos também fazer uma pergunta, mas eles implicam que o orador espera a resposta a ser (ou acredita que a resposta deve ser) “sim.” Frases interrogativas negativos no presente perfeito têm a mesma forma, simplesmente com a palavra negativo (normalmente não , mas também não ) colocado a seguir ao sujeito.
          • ”  que você não viu este filme?”
          • ” Tem que ela não ouvi qualquer notícia?”
          Não pode também vir após ter / tem , mas é quase sempre contratados:
          • ” Não tenho que começou o filme ainda?”
          • ” Não tem sua licença expirou ?”
          No entanto, não não pode ser utilizado desta forma.

          Com uma palavra pergunta

          Frases interrogativas usando palavras de interrogação ( quem, o quê, onde, quando, por que, o que , e como ) manter a mesma estrutura. Têm / tem também pode ser contratado com a palavra pergunta:
          • ” Quando se você foi para a Itália?”
          • ” Onde foi que ela foi ?”
          • ” What’ve eles feito ?”
          Eles também pode ser negativo, mas então eles são perguntas simples de quem, o quê, onde, quando, por que, ou como algo é não o caso:
          • ” Que livro tem que você não leu ?”
          • ” Por que não você comeu o seu jantar ainda?”

          tem e tem

          Há uma frase complicada que desafia a forma normal: tem / tem . Seria de se esperar que ele seja no presente perfeito, porque é na forma têm / tem mais o particípio passado do get . No entanto, mesmo que seja na forma do presente perfeito na forma , no sentido , tenho é realmente no tempo presente. É usado para indicar posse, quase na mesma maneira como o verbo ter (especialmente na fala ou escrita mais informal); tem simplesmente adiciona um certo nível de ênfase à posse.
          Por exemplo, os seguintes pares de sentenças significam quase exatamente a mesma coisa.
          • “Eu tenho três classes na segunda-feira.”
          • “Eu tenho três classes na segunda-feira.”
          • “Ouvi dizer que ela ‘s tem muito dinheiro.”
          • “Ouvi dizer que ela tem muito dinheiro.”
          • “Você ‘ve tem muita coragem de vir aqui.”
          • “Você tem muita coragem de vir aqui.”
          No entanto, nunca podemos usar tem como sinônimo de ter quando ele é usado para descrever uma ação. Por exemplo:
          Para criar o perfeito passado significado de get , usamos a sua outra participle- passado obtido . Nós usamos este formulário para descrever um processo , como o recebimento ou aquisição, ou alguma outra ação. Por exemplo:
          • “Eu ter começado palavra que meu pai está doente.”
          • ” Ele está ficando um monte de feedback positivo sobre o seu jogo.”
          • “Essas crianças Dang ter obtido um frisbee preso na nossa árvore de novo.”
          Note, no entanto, que têm / tem obtido é não usado para descrever a posse:
          • “Ouvi dizer que ela ficou muito dinheiro.” (Implica aquisição ou recebimento de lotes de dinheiro, em vez de posse definitiva.)
          Obtido é usado quase exclusivamente em Inglês Americano. É muito raramente usado em Inglês Britânico, onde tenho é por vezes utilizado como o perfeito passado (informalmente). Um tal exemplo é:
          • “Você ‘ve got mais alto.” (Inglês Britânico)
          • “Você ‘ve chegado mais alto.” (Inglês Americano)
          Independentemente disso, têm / tem e têm / tem obtido , embora correta, são muitas vezes vistos como sendo menos sonoridade formal ou profissional, por isso, dependendo do que você está escrevendo, você pode ser melhor fora reformular a sentença para evitar as frases completamente.

          Érika & Newton – Inglês por Skype

          Faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!
          Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

          Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:
          https://melhoreseuingles.wordpress.com/
          Curta Nossa página no Facebook:
          https://goo.gl/qcPQUK
          Nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:
          https://goo.gl/KYns5i

          CONTATO

          Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
          WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
          LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF

          Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
          WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
          Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb

          erika-e-newton-ingles-por-skype
          FACEBOOK

          Comentários

          Postagens mais visitadas deste blog

          Como dar instruções em inglês

          Frases básicas em inglês para usar no dia-a-dia

          CLOTHING IDIOMS | Expressões Idiomáticas do INGLÊS envolvendo ROUPAS! | Prof. Newton Rocha – Inglês por SKYPE #dicasdeinglês